sexta-feira, 30 de novembro de 2012

NÓS DOIS JUNTOS



Assim estamos,
porque nos amamos...
Juntos, nós dois,
amamo-nos no agora,
sem deixarmos
pra depois,
apenas seguindo
o que manda o coração,
o que comanda a paixão,
deixando-nos levar
pela emoção de amar...


Marcial Salaverry


Laços de amor...



no barulho do silêncio
sonhos e argumentos;
em meio a desejos que
parecem incontornáveis;
enquanto estrelas se
banham no mar, a
lua se bronzeia
na areia a cantar;
se permite esperar o
encontro do sol e mar;
invisível, ensina-me que
desencontro nem
sempre é separar ou
deixar de amar;
espumas brancas
dançam lindamente
independentes e,
num espetáculo eloquente;
tudo em volta sente que o
amor sempre vai brilhar,
é so querer enxergar que
as águas também
sabem amar e chorar;
céu e mar, tanta coisa
se passa e o amor
entrelaça a vida.


Marisa de Medeiros

Anseio de amar



Meus olhos anseiam
Por sorrirem para os teus
Meus lábios almejam
Apertar os teus

É uma busca árdua
Uma espera constante
De olho no horizonte
Até te encontra

Assegurando-me
De manter a esperança
Que você perceba
Que estou te buscando
Em meio a esta imensidão
Estou te chamando

Que o eco
Dos meus pensamentos
Encontre você
Que as lágrimas
Permutadas com as ondas
Se mostrem, apareçam, revelem-se.
Quem sabe assim você possa entender
O quanto eu preciso de você.


Enide Santos


        

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Lua Cheia !



Lua Cheia !
Ah, essa lua,
que flutua
escandalosamente
apaixonada, manhosa,
dengosa, alucinada;
inspira, conspira
a favor do amor;
se insinua na rua,
amor, meu amor;
da noite como a lua,
em teus braços sou;
noite, dia, sou tua.


Marisa de Medeiros

Amor sem Limite



Quando a gente ama alguém de verdade
Esse amor não se esquece
O Tempo passa, tudo passa, mas no peito
O amor permanece
E qualquer minuto longe é demais
A saudade atormenta
Mas qualquer minuto perto é bom demais
O amor só aumenta
Eu nunca imaginei que houvesse no mundo
Um amor desse jeito
Do tipo que quando se tem não se sabe
Se cabe no peito
Mas eu posso dizer que sei o que é ter
Um amor de verdade
E um amor assim eu sei que é pra sempre
É pra eternidade
Quem ama não esquece quem ama
O amor é assim
Eu tenho esquecido de mim
Mas dela eu nunca me esqueço
Por ela esse amor infinito
O amor mais bonito
É assim nosso amor sem limite
O maior e mais forte que existe
Vivo por ela
Ninguém duvida
Porque ela é tudo
Na minha vida


Roberto Carlos


MILAGRE DO AMOR!



O nosso tão grande amor.
É pura vontade de Deus,
Ele do céu te enviou
Para vir aos braços meus.

Ele me contemplou lá do alto,
E viu a minha tristeza,
Percebeu o povo ingrato
Falto de escrúpulos e nobreza.

Notou a minha pureza,
A inocência do meu ser.
As  falsidades e dureza,
Que afligia o meu viver.

E para mais uma vez,
Provar para quem não crê,
Nascer distante te fez,
Pra hora certa eu te ver.

Fato que ainda não entendo,
E por muito tempo não entendi
Mesmo não te conhecendo,
A vezes sua presença,
            [Ao meu lado eu percebi.

Procurei por muito tempo
Sofri por não te encontrar,
Com meu coração sofrendo,
Me faziam magoar.

E Deus mais uma vez,
Com infinita sabedoria,
Levou você pra bem longe,
Onde nem te ver eu podia.

E eu sofria calado,
Traições de falsos amores,
Porém, bem resignado,
Carregava minhas dores.

Certo dia o meu Deus,
Viu que eu não resistiria,
Te  trouxe aos braços meus,
Para me dar alegria.

Hoje sou um poeta feliz,
Vivo louvando ao Senhor,
Pela graça que Ele quis,
Transformar-me ao teu lado,
    [Em um homem vencedor!


SalmoCalazans

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

QUANDO A NOITE CHEGA



Quando a noite chega...
Fico te esperando
Sei que um dia vem
Como é difícil a frustração
De saber que não veio
E eu só, sentindo sua ausência
Fico triste, sem esteio
Você é o amor da minha vida.

Quando a noite chega...
Fico sentindo você
Coração quase pára, fora do compasso
E assim, me possuo,
Querendo te pertencer,
E nos orgasmos solitários sinto você
Sinto sua boca, suas mãos, seus braços.


Magda Celeste

Amor Ideal



Amor ideal, não pode ser unilateral.
É doação, faz palpitar o coração.
Cada dia se torna mais especial,
sempre existindo grande sintonização.

Amor ideal precisa ser incondicional
provido de lealdade e sinceridade.
Jamais podendo ser passional...
Nunca deixando de haver cumplicidade.

É o encontro de almas que se perderam,
cujos corações batem num só compasso.
Com o desencontro muito sofreram
nascem para restabelecer o indissolúvel laço.

O amor ideal é único, é infinito.
Enfrenta tudo até a invencível morte.
É irrestrito e o mais bonito...
Em cada existência fica mais forte.


Maria Tomasia

terça-feira, 27 de novembro de 2012

Meu Amor, Tu Me Amas Mais Do Que Estes?



Esta é uma pergunta mais simples
Para que possa me responder.
Somente seja mais singela com suas palavras
E que assim poderá me dizer.

Sei que sou um Homem de Sua Vida
Aquele a quem ama com Humildade.
Demonstra todo o Carinho e Afeto
Mas sabes que compartilha a Felicidade.

Tudo o que mais quero
É que fique comigo.
O Amor Eterno que compartilho
E assim ficará contigo.

Seus olhos são como estrelas
Aquela que brilha com Exatidão.
Seu sorriso é como uma Lua mais bonita
Brilhando nesta Grande Escuridão.

Falarei ao teu ouvido
O quanto adoro a Ti.
Olhando o seu jeito de ser
O que te olhava desde que te conheci.

Eis-Me-Aqui, Minha Amada
E sabes que ao teu lado eu estarei.
Perto de Ti neste exato momento
E que nos teus braços ficarei.

Agora que me compreendes a minha palavra
O que também me respondestes.
Responda-me com esta Pergunta minha, dizendo:
"Meu Amor, Tu Me Amas Mais Do Que Estes?"


Roberto Leal

Borboletas com amor...



borboletas desenhadas
na latinha, dentro
sentimentos não tinha;
emprestou o teor e
comprou poemas,
versos, poesias;
levou tristeza e dor,
deixou o amor de
todo dia;
borboletas, latinhas
ouviram a sinfonia
da felicidade;
se é a vida tão curta,
que se curta a beleza
da borboleta natureza;
eterna graça do amor
que é de graça na
graça da borboleta
colorindo com pureza
a eternidade do amor;
borboletando feliz,
feliz, bem feliz..


Marisa de Medeiros

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

POR ONDE ANDA VOCÊ


Por onde anda você!
Que não ouve os meus apelos.
Nem tão pouco afaga meu desespero.
Desta incerteza que tortura meu ser!

Por onde anda esse teu sorriso...
Que já me levou ao paraíso,
Que somente a alma sente!
Envolvendo-nos em desejos...

Por onde anda esse corpo... 
Bronzeado ao sol dos coqueirais
Fez-me uma vez mais moleque atrevido, 

Delirando nos contornos suaves de tua pele
Onde o mar decanta em gotas cristalinas
Depositando aos pés da mulher, o beijo das ondas.


Baroneto.

Encanto meu...


Quanto mais te vejo, exploro em plenitude seu corpo cálido!
Desnudo sua aura que suave me leva,
Aos prados do desejo incontido!

Viajo em obscuras alamedas
Desvendando os mistérios do profundo
Absorvo de ti, encanto meu, a seiva do teu prazer!

Quisera poder navegar em tuas veias...
E depressa chegar à fonte que jorra intensamente...
Distribuindo amor, levando a uma nova realidade!

Em ti me faço, perco-me em tuas delícias...
Procuro teu espaço para sorver suas carícias!


Fransantos

domingo, 25 de novembro de 2012

MENINA DOS OLHOS COR DE MEL



Cabelos longos e macios
Marcam tua sensualidade
No balançar das tuas madeixas
Fico louco de vontade


De tascar-te um beijaço
Sentir teu corpo colado ao meu
E quando isso acontece
O passado todo morreu



Nada mais importa, se não nós
Juntos já temos segredos
E quando ficamos a sós(raridade)
Me deleito com teus beijos



E aos poucos eu vou lendo
Essa criatura radiante
Que além de muito esperta
Se revela apaixonante



Me hipnotiza com esse sorriso
E teus belos olhos cor de mel
Que além de apaixonantes
Levam qualquer um pro céu!


Eder Moraes


Do teu olhar...



chuva que corta,
recorta a saudade
na madrugada;
lágrimas de amor e dor
se escondem
em gargalhada;
no arco íris que surge,
ressurge e urge uma
alegria no dia que vem;
esperança n'alma
acalma a dor;
chuva que compõe,
repõe, recompõe a
terra molhada no
mar do teu olhar;
sou amor alucinado,
louco e apaixonado;
raios dourados no
teu lugar ao meu lado;
me deixas louca
dentro de nós no
olhar do amanhecer.


Marisa de Medeiros

sábado, 24 de novembro de 2012

Nessa Noite....


Nessa noite quero beijar suave, e sem pressa, a tua boca,
e prometo deixa-la como nave sem rumo em meu oceano,
deixar teus sonhos navegar em meus quentes abraços,
fazer de ti a mais amada, uma mulher quase louca.
Quero que venhas sem os enfeites de menina,
mas com alma de quase adolescente apaixonada,
mergulhada no perfume de densa, linda paixão.
Quero teu carinho suave e sem fim, só começo.
Quero sentir os teus sussurros que me encantam,
aqueles que falas em meus ouvidos, e me deixas perdido.
Quero sentir que a tua e a minha solidão não existe,
sentir que não temos banais limites, sim amor,
e trocar, roubar de nosso peito qualquer tipo de dor.


Nessa noite quero apenas uma coisa minha querida e amada,


...teu maravilhoso amor...


Cervantes Machado

Teu olhar no coração...



insegurança igual,
coincidência total;
momentos desiguais,
profundos e emocionais;
tangentes fundamentais,
nuances variadas no
amar e ser amada de
forma excepcional
tão dentro do coração;
distância milimétrica,
elétrica, assimétrica
sem explicação ou
razão de ser, no
todo meu ser;
amar sem te ver,
antever n'alma a
fortaleza que acalma
todo sofrer;
a estrela que falta na
constelação é a
que brilha nos teus
olhos e rebrilha no
meu coração;
nas metades, o inteiro
se faz no amor, com
amor e por amor.


Marisa de Medeiros

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

"EU SOU DO AMOR".


Eu sou da paz,
muito capaz,
eu sou do amor.
Sou da união,
meu coração
é do Senhor.

Sou da alegria,
minha fantasia
é ser do bem.
Sou para frente,
a minha mente
é aberta também.

Gosto da verdade,
a realidade
é meu ideal.
Eu sou sincero,
o que mais quero,
é ser leal.

Tenho recaídas,
levo minha vida,
com devoção.
Espero um dia,
que o mundo irradia,
amor e união.

Para que te quero,
porque te venero,
te amo demais.
Te quero para mim,
tu és o meu sim,
não te esqueço jamais.


ARMANDO LEMES.

POR UM DOCE BEIJO TEU…



Por um doce beijo teu
Iria o mais longe que pudesse,
Aos teus pés depositaria
Toda a minha adoração,
Por um gesto de carinho
Em ti repousaria o meu rosto,
Esperando uma carícia tua,
As tuas mãos me afagando o cabelo,
Tuas palavras sussurradas
Envolvendo-me em ternura.
E sentindo o meu imenso amor correspondido.
Então, sim, feliz poderia morrer…
 

Ferreira Estêvão

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

E o amor...



(...) extrema insegurança
no compor e recompor a vida;
estratégias, interferências,
ciência, impaciência;
sofisticadas pancadas de
coragem e medo;
codificar e decodificar os
próprios segredos,
riscar, rabiscar e rebuscar
vontades na liberdade de
arriscar, tentar, ousar,
feridas d'alma cicatrizar;
recomeçar e repensar
um novo jeito, uma
nova forma de  cantar,
dançar nas peripécias das
peças que a imaginação
cria, o coração recria e o
amor vai se adequando
conforme a consciência do
ser buscando sobreviver
porque inexiste receita
na inexata medida do
aperfeiçoar amor e vida,
o amor é sempre o caminho.


Marisa de Medeiros