sábado, 31 de maio de 2014

OLHAR DO AMAR



Conheceu no seu íntimo
meu louco desejo
de amar
no sabor dos meus beijos.

Conheceu através dos meus olhos
a súplica de lhe querer
nos murmúrios dos beijos prolongados
deixando nossos corações torturados.

O fogo do amar com vontade
sem nenhum medo,
tomou conta
do nosso segredo.

Foi um amar
com lindas fantasias...
a vida devera contar
em algum lindo dia...



Sérgio Diniz Barros Guedes


Desejos escondidos



Você é como as estrelas
que vão iluminando meu céu,
uma imagem que me faz
ver muito além de um amor,
e cada noite se transforma na lua
uma lenda viva de meus sonhos,
alvo de meus desejos mais escondidos
desejos que hoje guardo só para você.


Alexandre Brussolo


sexta-feira, 30 de maio de 2014

AMOR CONTURBADO



Descobri as traições
Destas noites sombrias
Mentiras, e desilusões
Nas palavras tão frias...
 
Confesso que chorei
Nas madrugadas gris
A sós triste me retirei
Você sorriu, você quis...
 
O sonho não se desfez
Mas ele venceu na vida
Chegou a nossa vez...
Falso amor querida!!!



Maurélio Machado


UM CAUSO DE AMOR



Um amor, para ser um caso,
não pode ser nascido ao acaso,
e nem estar em seu ocaso,
e nem apenas um causo...
Pode ser caso sério,
se for um caso levado a sério...
Claro, teve uma causa,
e um caso houve por sua causa...
Não foi casualidade,
por não ter vindo em casual idade...
E se houver algum caso,
por causa desse caso,
não será totalmente por acaso,
que o caso causador,
possa causar dor
em alguém...
Não pode haver descaso
para se ter um caso,
e nem se deve ter dez casos,
pois apenas um escasso caso,
acaba sendo um ex-caso,
se acaso por criar caso,
vire um caso de polícia...
Fica a dúvida, nesse caso,
entre manter um casamento,
ou então um caso amante...



Marcial Salaverry


quarta-feira, 28 de maio de 2014

SORTE E AMOR



Quando passas a levar teu corpo
a passeio e todo leve e feliz saltita
diante destes meus vorazes olhos,
o amor, boquiaberto, em mim grita:

Vá, homem, conquiste-a à força de versos,
não te deixe sob o domínio do impasse,
que tem ti cresça a coragem dos imersos
sentimentos, deixe que o amor te arraste
ao mais próximo cais que ela to oferece;
nenhuma légua andará se fores lerdo...

Eu, que ouço o amor cá dentro rugir,
que sinto ser uma montanha a tremer,
a ela, santa, virgem, profana, doce elixir,
o que tenho de tão nobre a oferecer?

Se nem ouro vale neste precioso momento,
o que poderá ser de tal monta que ela não diga não
a um homem que amarrado ao pensamento o vento
traz, a não ser dar-lhe, bruto, este amante coração?

Se sorte é preciso ao jardineiro no colher da flor,
que sorte devo ter, carpinteiro de jardineiras,
se não dar-lhe o ramo altivo do meu amor?



Preto Moreno


QUASE UM SONETO DE AMOR



Quando espero que me traga o vento boas notícias
ouço o roçar de asas a cantarolar em minha janela;
um sussurrar de risos como se ali estivesse a malícia
pronta a me beijar e em rompante me dizer bela

poesia que mal entenderia seu verdadeiro sentido
pois que me sinto despreparado a dar tal valor
pois o homem que tem seu coração todo vazio
não disporá de opinião e nem de falar de amor

poderia já que em estado de solidão se encontra
sua alma que um dia sonhara vasta e habitada
e hoje nua diante do espelho se apronta
para viver o tudo que há no nada...

Em busca da rua dos encontros fortuitos caminha
a olhar à direita e à esquerda com sofreguidão
mas sabe que suas passadas soam sozinhas
como bate só seu vasto e amoroso coração...



Preto Moreno


terça-feira, 27 de maio de 2014

Perigo...



uma pedra, uma lua,
uma noite, uma rua,
estrelas escuridão,
um sofrer, um amor,
assombração;
um sorriso, uma flor,
jardim de emoção,
um tempo no tempo
recordação;
um brilho, equilíbrio,
forte tentação;
um doce, um amargo,
um mel estragado,
um sorriso encantado
apaixonado;
perigo é não amar
na imensidão;
te amo, te amo, te amo.


Marisa de Medeiros


Sorriso de amor!



Seu sorriso ilumina o meu existir
E sua presença me complementa
Oferece-me a alegria que há de vir
Minha esperança cresce e aumenta

A tristeza desparece completamente
Com o brilho refletido em seu olhar
Vem a felicidade bela e permanente
E se aloja no coração que sabe amar

Luz se manifesta na alma com alegria
Brilho de amor eterno e incondicional
Que se observa no encanto e na magia

O amor transcende tudo que é normal
E deixa a alma embevecida de paixão
Diante do sorriso que vem do coração



Silvanio Alves


segunda-feira, 26 de maio de 2014

SOSSEGA CORAÇÃO



Ah! Coração!
Que bate descompassado!
Em ritmo acelerado!
Manda embora a ilusão.
Coração entristecido,
Que muito já foi ferido,
Pela dor de uma paixão!
Ah! Coração já tão querido!
Que bate no peito ardido,
Ardido de amores vãos.
Coração abandonado!
Que de mim já foi roubado
E chorou desilusão!
Coração arrependido,
Agora estais aflito
Pra fugir da solidão?
Não bata assim tão doído!
Não fique muito perdido!
Pois amores vêm e vão.
Por isso agora te digo
E te peço velho amigo,
Não desfaleça não!
Ah! Sossega coração!
Serás sempre agradecido,
Pois encontrarás abrigo,
Junto a outro coração!



Angelike


Paixão louca



A paixão não perdura
sente-se já, agora
saboreia-se por fora
depois entra na gente
e afunda-se irreverente

Então abre caminhos
incendeia entranhas
rasga segredos, medos
move duras montanhas
e vai-se nas asas da loucura
escorrendo quente e pura

Descansa-se latente
até que a gente de novo
acorde o vulcão e a lava
e o fogo, reacenda a paixão


Avelino Rosa


domingo, 25 de maio de 2014

ASI ES LA MAGIA DEL AMOR



Asi es la magia del amor,
cuando nos envuelve el alma,
es la cosa más bonita que existe...
Para el alma, no existe nada mejor,
que esta capacidad de amar...
Si estás lejos, estoy contigo en la distancia,
sintendo tus besos, tus caricias...
Y asi se puede amar en todos los sentidos
la persona amada, como si juntos estuvieramos...
Poetizar sobre el amor,
libera el alma, y nuestra imaginación...
Como que flotamos,
y amamos a quien queremos amar,
aúnque a la distancia...
"No hay bellas melodias,
en que no surjas tu..."
Nada más bello que el amor...



Marcial Salaverry


ESCRAVO DE AMOR



Sua presença não sai de mim...
me acompanha e persegue.
Seus rastos podem ser vistos
em minha alma, em meu interior
como uma cicatriz de colorida
beleza... e carrancas...
Me encanta e desespera
é luz e obscuridade.
Sem você sou inóspito
desprovido de vida.
Com você sou felicidade
mais também presa abatida,
carne fresca consumida...
Não posso, não consigo fugir,
não consigo partir, sou e serei
sempre... seu escravo de amor!


Haromax


sábado, 24 de maio de 2014

UMA TARDE DE CHUVA



Uma tarde de chuva sempre faz meditar...
De amores passados lembrar...
Daquelas que sempre me deram amor,
De corpos que me deram o calor.
Amores passados... quem não os teve?
A tarde chuvosa incita ao pensar...
Também faz lembrar...
Embora lá fora a chuva caia sem cessar,
Meu coração continua cheio de sol, de calor...
Pronto para sempre amar,
Sempre sentindo o que é a beleza do amor...
A vida deve sempre ser vivida,
E aquela lembrança triste, esquecida...
E a chuva que não para...
E os pensamentos flutuam...
Lembranças que vem... e que vão...
Agitando meu coração,
Nesta tarde chuvosa..



Marcial Salaverry


AMOR DE ALMAS



Não importa a ausência
quando o amor
já é toda a existência
todo o pensar
desde o despertar
até o anoitecer
Não importa se estás
com teu olhar no meu
se meu pensamento
é apenas teu
Aterrorizante pensar!
E todo impossível
que nos separa
dos abraços
e dos beijos
são coisas do destino
Amor de Almas!
Existe falta de crença
nas verdades ditas
e a carência de um milagre
que transforme
todas as palavras
em uma verdadeira
e perpétua
consagração do Amor!



Reggina Moon


sexta-feira, 23 de maio de 2014

Caminhar no amor...



percorrendo labirintos
no silêncio gritante,
peripécias excitantes
nas curvas do caminho
rotas de carinho
cavalgando teu olhar;
teu corpo, teu rosto,
nosso gosto de amar
amassa, alisa e desliza;
dobra e desdobra nas
dobras da imaginação
caminhante, amante,
despudoradamente e
perdidamente tua,
escorrendo nas ruas do
nosso prazer sob o luar.


Marisa de Medeiros


DESEJO DE AMAR



Desejo que atiça o coração,
fazendo perder a razão,
é uma real e doce paixão...
Desejo é saudade do ausente,
algo que se lamente...
Sentimento presente e sem jeito,
que arde e queima dentro do peito...
Desejo é ter aquela saudade,
querer sentir a felicidade
de poder amar de verdade...



Marcial Salaverry


quinta-feira, 22 de maio de 2014

O teu olhar...



Ilumina-me o teu olhar
No palco da nossa vida
Teu olhar o vou amar
E só de ti eu vou gostar
Nesta vida tão sentida

Canto-te desta maneira
Porque gosto de te cantar
Vamos os dois prá brincadeira
Vamos fazer grande asneira
É assim que nos vamos amar

Encanta-me com teu sorriso
Encanta-me com teu amor
Por ti já perdi o meu juízo
És aquela que em mim gizo
Para te dar o meu calor

És a minha brisa ao luar
A brisa que passa a correr
Se o vento em ti poisar
Jamais nós vamos parar
De um ao outro dar prazer

Em ti jamais me renegarei
A fazer o que mais gosto
Fazer amor como só eu sei
Nesse amor que te darei
Quando a ti eu me encosto


Armindo Loureiro