sábado, 31 de agosto de 2013

Só nós dois...



e a lua amanheceu
resplandecente na rua
com estrelas reluzentes;
espetáculo imperdível,
romanticamente indizível;
e o olhar do coração foi
direto no teu olhar que
fascina, enlouquece e
aquece nosso ninho de amor;
beijos estonteantes se
estendem nas carícias e
delícias de nós dois, na
ausência da presença que
grita silenciosamente no
eco lento e apressadamente
do prazer que só nós dois
sabemos, no encontro de
sussurros, iluminando o sol
que vem vindo sorrindo
poeticamente para nós.


Marisa de Medeiros


Caminho do amor perfeito



Declamando em versos todo o sentimento
Numa declaração de amor somente
A ti dedico à arte que nasce do pensamento
Dádiva que norteia a senda da minha mente

Nesse caminho de paz não há lugar pra dor
Pois é uma vereda que em saga se traduz
É perfumado com o aroma do amor
Quando você passa o teu perfume me seduz

Iluminado com o brilho do teu olhar
Num matiz que não cabe à imaginação
O teu encanto enche a beleza do lugar
E minha poesia se enche de inspiração

Este caminho é chamado de infinito
Nunca tarda nem a luz se deita no poente
O pensamento se renova mais bonito
E o sentimento se renova ardentemente

Em nosso encontro eu seguro a tua mão
Contemplando sem ter pressa de chegar
Desconhecemos cansaço, dor ou solidão.
Alimentamo-nos do desejo de amar.



Ademar Siqueira


sexta-feira, 30 de agosto de 2013

O PRIMEIRO AMOR



O primeiro amor a gente nunca esquece
fica guardado
num compartimento separado
trancado com um cadeado
que de vez enquando
tem que ser trocado
basta uma música
ou um lugar há muito tempo frequentado
para lembrar o beijo
e o abraço do primeiro amado
aí o coração fica apertado
e o pensamento o dia inteiro atrapalhado
noites sem dormir
lembrando daquele maravilhoso passado
e durante o resto da vida
a gente fica a procurar
sentir de novo
aquele arrepio no corpo
que só o primeiro amor foi capaz de dar



andrea carvalho



Em cada toque...



(...) noite, madrugada,
as vezes, escuro outras
fascinantes, iluminadas;
te sinto de longe bem perto
onde o teu sol aconchega-me,
acaricia-me, puro dengo;
te ouço também querendo
o que me ensinas e o
que te aprendo,
enlouquecendo-me,
e arrepiando-me na exata
medida do desmedido amor
que embala meus sonhos
no paraíso risonho,
só de nós dois;
encontro marcado,
catalogado no sempre
do coração, registrado
em cada toque de fogo
e paixão, onde não
cabe mais ninguém;
só carece o amor
surpreendendo muito além.


Marisa de Medeiros

quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Desejo



Quem dera a manhã em mim
e eu chegando assim
como sol na tua face
como a beleza sem disfarce
como uma janela aberta
do amor a descoberta

quem dera o dia em mim
e eu ao teu lado assim
como pensamento e ação
como desejo e realização
como necessidade de amar
e eu poder te abraçar

quem dera a noite em mim
e eu te envolvendo enfim
como misterioso luar
um vaga-lume a passear
como estrela no espaço
e no teu corpo o meu abraço.


Rangel Alves da Costa


BEIJOS EM AÇÃO



O beijo em ação,
delicia de beijação...
Sempre será um beijo são...
Afinal, beijos, são beijos,
uma expressão de desejos...
Do amor, deliciosa revelação...
Nada contra a ação
do beijo, gostosa contração
dos lábios, e expansão
do desejo do amor,
dando à vida mais calor...
Aos beijos, entreguemo-nos,
e assim, amemo-nos...



Marcial Salaverry


quarta-feira, 28 de agosto de 2013

CUANDO UN AMOR TERMINA



Cuando un amor termina,
es porqué jamás
fué un amor de verdad...
Apenas  te vi alejándote,
y contigo llevando
mis cariños, mi amor,
sacando de mi vida el calor...
Pero fué mejor así,
mejor este fin...
Una simple señal  de mano,
y ningún dolor en el corazón...
Sin peleas, sin discusión...
Un adiós, nada más...
El fin de un amor
que en verdad
jamás llegó a ser amor...
Fué una pasión
que con el tiempo se fué...
Como una flor que marchitó...




Marcial Salaverry


 

Amor é canção...



(...) e a vida é
um jogo intenso
de amor imenso,
meu bem, meu mal;
labirintos infindos numa
busca especial;
lapidar a pedra bruta,
transformar em joia rara,
uma forma de conduta
difícil e natural, as vezes,
tão conturbada como
fosse começo sem final;
eis, que nos caminhos
íngremes com coragem
é que se extingue as
tempestades e vendavais;
com amor, cada bem é além
caminhando capaz;
calmaria, brisa suave,
paz, fé e harmonia;
amor é canção e poesia,
vida, rápida passagem,
viver, árdua aprendizagem.


Marisa de Medeiros


terça-feira, 27 de agosto de 2013

COM FOGO NÃO SE BRINCA



Brincar com fogo,
pode resultar em queimadura,
uma dor que às vezes tortura...
O coração envia um sinal de alerta,
é preciso ficar esperta,
e não fazer besteira,
deixando-se levar pela brincadeira...
Há que tomar cuidado,
pois um coração apaixonado
pode doer demais,
e aí... Como se faz?
O amor é para ser levado a sério,
e não vai nenhum mistério...
Não se deve brincar com esse fogo,
pois pode ser dificil o desafogo...
Cuidado com seu coração,
para não perder a razão...
Pense bem antes de o entregar,
se é para alguém a quem se mereça amar...



Marcial Salaverry


Amar-te perigosamente...



(...) é noite,  a chuva cai,
as lágrimas também;
lembranças tantas avançam
com pingos de esperança;
madrugada silente,
insônia latente e o mundo
é pequeno pra tanto amor;
a força da imaginação
delicadamente voa longe
e passeia com o meu coração;
te abraço, te beijo, desejo e
amo na imensidão infinita
tal qual o ilimitado amor que
sinto e permito-me desafiar
os perigos, surpreender os
riscos, decidir e arriscar
amar-te perigosamente na chuva
ou no sol que nasce em mim
acordando o novo dia de amor.


Marisa de Medeiros


segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Nas ondas do coração



Nas ondas do coração
O meu barco naufragou
Por pouco não afundou
Titanic da paixão
Joguei âncora no chão
Tentando ali ficar
Não permitis-te selar
Pois o território é teu
Mas o barquinho é meu
Pra ti não quero voltar.



Rubinho do São João


Grandes paixões



Já tive grandes paixões
Nenhuma permaneceu
Não sei o que aconteceu
Com as minhas emoções
Mas não fechei meus portões
Pois a melhor inda vem
Eu sei que só ela tem
A chave da minha morada
"Meu peito virou pousada
Mas nele, não tem ninguém"



Dayane Rocha


domingo, 25 de agosto de 2013

Na madrugada...



(...) a lua ainda brilha
na madrugada
linda, impávida;
contraste com a tristeza
que cobre-me de dúvidas,
incertezas, medos,
interrogações, segredos,
desassossego;
as estrelas dançam
com a esperança,
alegram a criança que
ainda mora dentro de mim;
quase nada sou e nada sei;
tenho sonhos que dormem,
acordam, levam-me sempre
no paraíso secreto onde
amor e dor se encontram,
se acertam, doce harmonia
tornando noite e dia num
lugar paradisíaco e tão
feliz que me faz amar e ver
o sol nascer sem acordar.


Marisa de Medeiros


Beijo verdadeiro



Como uma Fênix ergo-me saudando a vida
Acordando da noite de delírios e loucuras
no silêncio,  exausto, sinto alívio pelo que se foi...
momentos que eu não sei explicar...
Não quero o que a cabeça pensa, quero viver...
 
Brilha intensamente uma pérola no coração
não estou só, tenho em quem me amparar
que compreende os medos que abrigo em mim
um amor protegido da erosão do corpo, 
dedos para segurar,  arco-íris da esperança
 
Abro os olhos ao sentir teu beijo, um beijo que fala,
um beijo que afaga o coração, que acalma a alma, 
findando a agonia dentro de mim em noite sem fim.
Beijo verdadeiro, chama intensa de um amor 
que realmente faz valer a pena estar vivo.


JR Cruz


sábado, 24 de agosto de 2013

AMAR O AMOR



Vamos amar o amor,
com amor vamos amar...
Amar as coisas simples da vida,
que a tornam melhor de ser vivida...
Amar a Natureza,
que nos encanta com sua beleza...
O vento que nos refresca no calor,
é uma prova de amor...
Mesmo esta chuva,
que para as plantas, cai como uma luva...
Tudo nos ajuda a viver...
Amar o simples amar,
amando com todas as formas de amor...



Marcial Salaverry

Quando o amor acontece



Quando o amor acontece
em mim o milagre aparece.
São como flores que nascem
espalhando-se pelo chão.
São lindas e perfumadas
são rosas e são margaridas.
Que me enfeitam e me perfumam
quando o amor em mim acontece.



CecySantos


sexta-feira, 23 de agosto de 2013

AUSENCIA PRESENTE OU PRESENÇA AUSENTE



Será essa um dúvida sempre presente,
e para resolve-la, entendemos que
mais vale uma ausência presente,
do que uma presença ausente...
Nem sempre temos ao lado,
o amor realmente desejado...
E assim, o querer estar junto,
traz para perto, quem junto não está...
Estar longe de quem se ama,
é do que o coração reclama...
Um amor que está ausente,
com nosso desejo se faz presente...
Assim, quando é verdadeiro,
o amor é um lindo presente,
e então sentimos que mesmo ausente,
está bem ao nosso lado,
com seu sorriso apaixonado...



Marcial Salaverry


Nosso amor



Não é um amor normal
Nem um amor comum
Este que sentimos
 
Não é um amor fraco
Nem um amor frágil
Este que sofremos
 
Não é um amor curto
Nem um amor passageiro
Este que vivemos
 
Não é um amor que se descreva
Nem um amor que se meça
Este que falamos
 
Não é um amor qualquer
Nem um amor sem dono
Este que lutamos
 
O amor de que se trata
É o amor que vem de nós
Que o inventamos.



Karen S Maganha