quarta-feira, 30 de abril de 2008

MEU ANJO


Ah! Anjo!!!!
Se eu pudesse sentir
por um momento sem fim
teus carinhos...
Se eu pudesse...
Te levar pra bem longe,
sem ontem, sem depois...

Se eu pudesse...
Te beijar agora um longo beijo
apaixonado cheio de ânsia e desejo...
Um doce beijo molhado sugado..
Meu bem querer és
Minha estrela, meu céu,
meu sol, meu amado
minha aurora, meu tudo agora.

Se eu pudesse...
Seria a nossa história
uma canção,
De amor e paixão
e um enfim sós ....
Seriamos só nós...
Meu anjo és a minha paz
Te amo demais...

Autora: Clicia Pavan

Pintura...


Desenhei teu rosto na areia fina
Numa praia deserta...
Perdi horas e horas
Tentando fazer com que a figura
Interpretasse sua beleza,
Que cada traço, cada esboço
Lembrasse você
Mas, por mais que desejasse,
Não conseguia colocar ali
Tudo que desejava...
Queria que os traços do desenho
Mostrassem o amor e a serenidade
Que carregas em teu peito...
Nos teus olhos, queria o brilho do carinho
que sentes por mim...
No cabelo, a carência de um dengo!
Em cada curva, queria ver
um sentimento que é só seu...
Mas quem dera fosse eu uma artista
Para representar você numa obra!
Precisaria ter o dons dos grandes mestres
Mas, ai de mim!
Por mais que tentasse, jamais conseguiria!
Então, deixei o tempo passar,
Fiquei ali sonhando acordada com você
Até que uma onda veio e levou todo o trabalho,
Todo meu carinho por você...
Mas não importa
Tenho você sempre comigo no meu coração
Um lugar onde nada,
nem as ondas do mar alcançam
para roubar você de mim...

( Autor desconhecido )

terça-feira, 29 de abril de 2008

O Amor


O amor, quando se revela,
Não se sabe revelar.
Sabe bem olhar p´ra ela,
Mas não lhe sabe falar.

Quem quer dizer o que sente
Não sabe o que há-de dizer.
Fala: parece que mente
Cala: Parece esquecer

Ah, mas se ela adivinhasse,
Se pudesse ouvir o olhar,
E se um olhar lhe bastasse
Para saber que a estão a amar!

Mas quem sente muito, cala;
Quem quer dizer quanto sente
Fica sem alma nem fala,
Fica só, inteiramente!

Mas se isto puder contar-lhe
O que não lhe ouso contar,
Já não terei que lhe falar
Porque lhe estou a falar...

Fernando Pessoa

Beijos de Prazer


As bocas se juntando,
o amor chegando...
aqueles beijos prolongados,
traziam os prazeres desejados...
Beijos de parar a respiração,
trazendo as ondas seguidas
daquela forte sensação
de uma paixão desmedida.
Beijos apaixonados,
trazendo a paixão interior...
Beijos quase desesperados,
prevendo, da separação, a dor...
Beijos agora desejados...
agora lembrados...
corpos que se desejam...
Beijos que se lembram...
saudade, é o tema...

( Autor desconhecido )

segunda-feira, 28 de abril de 2008

Eu te amo


Amo você
Não apenas por que estás comigo
Eu te amo por seres quem és
Pelo que recebo de ti
Pelo seu amor que chega até mim...

Amo você
Não apenas por que o amor é bonito
Eu te amo por ser uma pequena especial
Pelo carinho e atenção que recebo
Pela alegria que chega até mim...

Amo você
Não apenas porque és linda e gostosa
Eu te amo por seres a pequena
com quem sempre sonhei
Pelo prazer que recebo quando estamos juntos
Pelo tesão que chega até mim...

Amo você
Não apenas porque és uma parceira perfeita
Eu te amo por me tornares teu homem
Pelo êxtase que atinjo quando nos amamos
Pela sensação de paz que chega até mim...

Eu amo você
Não apenas porque tens ou és alguma coisa
Eu te amo pela soma do que és e tens
Pela bagagem que trazes em tua mala
Pela felicidade que sinto quando estou com você...

Eu amo você
Não apenas porque tenho motivos
Eu te amo porque meu coração quer
Pelo simples fato de você me fazer bem
Pela alegria que nos envolve quando, juntos,
nos encontramos...

Eduardo Baqueiro

Minha Deusa


Quando, exaltado, me enrosco em teu corpo
Provocando o frenesi de teus desejos,
É como se adentrasse o portal do paraíso,
E de uma deusa roubasse doces beijos...

És minha Vênus, deusa de meus prazeres,
Eu, teu escravo, cativo estou desta paixão
Que me entorpece os sentidos, me alucina,
E a ti me enlaça, na mais perfeita união.

De puro néctar, com sabor de ambrosia,
Sugo teus lábios, tua pele, de aroma divinal...
A ti me entrego dia e noite, noite e dia,
Desfalecendo num clímax sensacional...

Piero Valmart

domingo, 27 de abril de 2008

AMA-ME


Quero ser o horizonte,
a nascente do sol,
um pico de montanha,
a cor da primavera
e a brisa da manhã,

Eu quero ser teus sonhos.
O que deixas de ti
é tudo que há em mim.
São os vapores teus
definindo o meu calor.

Preocupo-me, amor,
em ser só o que os teus olhos
querem ver, só as nuanças
coloridas e mansas
dos remansos da vida.

Quero ser uma música
para a tua razão,
instantes de ternura,
o enterro da tristeza
e um beijo de água fresca.

Quero ser tudo e nada,
só quero ser teu homem,
um pedaço de nós,
e te arranhar por dentro
com doces movimentos.

Meu Deus, como eu te amo,
estou aqui a sós
pensando em ti somente,
sonhando que tu pensas
em me falar de amor.

Michel H. Baruki

AQUELA NOITE ...


Aquela noite, meu amor , que enleio!
Que noite de poesia e emoção!
Batia no teu rosto a lua em cheio,
Na minha mão tremia a tua mão.

Mudas as bocas, almas num anseio,
Rezava o nosso olhar uma oração.
Agitava-se em ondas o teu seio
Que eu enlaçava, ébrio de paixão.

Dormiam em sossego a flor e a ave.
O vento respirava em austo suave
Como criança em sonhos inocentes.

Silêncio profundo. Quando em quando
Apenas ciciava, doce e brando,
O murmúrio dos nossos beijos quentes.

Te amo Meu Amor,
Ontem ,Hoje e Sempre !!!

Antonio Mota

sábado, 26 de abril de 2008

Confio a ti o coração


Sei que não és sonho
Miragem ou esperança perdida
Vejo-te como cúmplice, amada, musa...
A melhor realidade
Que aconteceu na minha vida
Uma fonte de permanente inspiração
Desejos, emoção, sedução...

Nunca te beijei, nunca me beijaste
Mas ainda assim
Colocaste sentido no meu viver
Com tuas palavras, com o teu carinho
Mostraste-me que não mais estava só
Podia retomar a direção
Reencontrar o caminho

Nos momentos de maiores agruras
Com gestos, palavras e ação
Destilaste sobre o meu ser toda a tua ternura
Operando em mim o milagre do renascer
Mostrando que, apesar de tudo, é preciso viver
Por isto, coloco-me agora, por inteiro em tuas mãos
Confio a ti o coração!

Walter Pereira Pimentel

Cor do pecado


São rosas cor de pecado
no seu viço entreaberto
que só me vêm tornar certo
que o pecado mora ao lado
e está cada vez mais perto.

Nessa cor de sangue escuro
e veludo em borbotões
nem sei bem o que procuro
como imagem do futuro
deste amor sem ilusões.

E assim faz-me o seu perfume
uma louca profecia:
cor de sangue é cor de lume
de eu arder neste ciúme
que me morde e anestesia

E a cada hora que passa,
sem futuro nem passado,
o meu destino se traça
tão presente na ameaça
das rosas cor de pecado.

( Vasco Graça Moura )

sexta-feira, 25 de abril de 2008

Eu Amo Você


Eu queria ser um pássaro
por entre árvores voar,
pousar diante de você e
dizer o que sinto...

Gostaria que você me visse
nua de preconceitos
despida de medos
totalmente sua...

Você não compreende
não quer enxergar,
reluta em despertar
para a realidade que é sua!

Estou sendo prosaica
quase me envergonho
contudo me exponho
e lhe proponho...

Vamos nos ver, quem sabe?
Juntos estaremos hoje?
Por algum tempo talvez?
Certamente...eu estou com saudades...

Ligia Scholze Borges Tomarchio

UM BRINDE AO AMOR


Olha-me! Quero ser teu espelho...
A água da tua fonte...
Teu céu...teu mar...teu horizonte...
Diante do teu amor, me postar de joelhos

Escuta-me, ainda que por um momento!
Assim saberás quem sou
De onde venho, pra onde vou
Lerás meus sonhos e pensamentos
Beija-me, como à flor
Beija o beija-flor!
Torna-me a mais feliz das criaturas!

Te prometo muita alegria
Sorrisos todos os dias
Um brinde ao amor, na taça da ternura...

Autor: Walter Pereira Pimentel

quinta-feira, 24 de abril de 2008

UM BRINDE


A ti, causa do meu alegre amanhecer,
entrego um coração envolvido por inteiro,
pois sinto no brilho do teu olhar faceiro
a mais sincera dádiva que poderia receber.

De ti nada espero, nem depois, nem agora,
nem te quero tão distante, nem tão perto,
nem dentro dos parâmetros do tudo certo,
mais te quero inteiro, meu a qualquer hora!

Não te posso prometer que deixarei de lado
toda a bagagem que até ontem acumulei,
pois este querer sincero que te entreguei
esteve por muito em meu peito acomodado.

Quero dançar, gritar e ao mundo mostrar
a linda história de amor que vivemos.
E toda a ternura que temos
não vamos guardar.
Amemos!
Brindemos!
Ao que está por vir,
a tudo que poderemos sentir,
ao prazer de estarmos lado a lado
e a certeza do amanhã há muito esperado!

Autora: Cleide Canton Garcia

Qualquer Hora Dessas


Qualquer hora dessas
largo tudo pra trás
e quer saber mais?
Vou ao seu encontro!
Perco o meu orgulho e pronto!
Peço perdão se for preciso
juro de joelhos o que nunca jurei
e repito tudo que um dia lhe falei.

Qualquer hora dessas
empacoto o meu juízo
junto do meu sofrimento
e jogo ao vento.
Me dá só um tempo.
Cansei de sempre na razão viajar
agora quero na emoção embarcar.

Qualquer hora dessas
eu pulo a cerca eletrificada da minha vida
derrubo o meu muro de Berlim
atravesso o meu triângulo das Bermudas
e vou aí e lhe conto os riscos
que por tudo isso eu corri
e confesso que nunca lhe esqueci.
Qualquer hora dessas
eu faço tudo desse jeito
eu tenho esse direito!

Qualquer hora dessas
eu vou lhe encontrar
espere só a minha coragem chegar
pois sem ela não posso viajar.
...mas qualquer hora dessas
se eu perceber que ela não quer me deixar ir
me espere porque eu vou fugir.

Silvana Duboc

terça-feira, 22 de abril de 2008

Que vontade de estar com você


Eu gostaria de ter asas
Para aos teus braços voar
Atravessaria rios, florestas e mares
somente para te encontrar.

Eu queria ser um anjo
Para sempre lhe acompanhar
E estar bem pertinho de ti
Para quando você precisar.

Ah! Se eu pudesse ser uma brisa suave.
E bem devagarinho lhe tocar
E com os seus cabelos brincar.

E se você sentir um perfume no ar
Foi a força do meu pensamento
Que correu para lhe beijar.


Ana Amélia Donádio

Quero Que Me Sintas


Quero que me sintas por inteira,
minhas mãos te percorrendo...
teu corpo inteiro tocando,
de prazer ficas tremendo...
enquanto ficamos nos beijando.
Quero que me sintas por inteiro,
ao deitares em tua cama,
sentindo quem te ama...
Num toque mágico de dedos,
afugento teus medos...
Excito teus sentidos...
e os prazeres revividos,
de novo vão explodir...
Teu corpo inteiro vai sentir
o toque de meus lábios...
Quero que me sintas por inteiro...
Neste amor verdadeiro,
forte... vibrante...intenso...
É sempre em ti que penso...

( Autor desconhecido )

segunda-feira, 21 de abril de 2008

Amar Você


Quero amar você sem fantasias
Sentir nosso amor crescer todos os dias
Acariciar seu peito mansamente
Possuí-lo por inteiro, ardentemente.

Leva-me daqui
Para a terra do Sem Fim
Mas fica sempre bem pertinho de mim
Não sei para onde vou
Só sei que quero ir
Para essa terra de sonhos
De belos jardins.

À noite de mãos dadas
Sairemos lado a lado
Pisaremos descalço
Um chão prateado
E de estrelas salpicado.

Quero abrir portas e janelas do meu coração
Liberar sentimentos e toda emoção
Deitar num tapete de nuvem
Rolar pelo chão
Flutuar de mansinho
Com grande paixão.

Sem hora de acordar quero dormir e sonhar
Viver um grande amor ,
Livre e sem pressão
Esquecer mágoas,
E viver com ardor
Sem arrependimentos
ou decepção.

Emília Possidio


A TUA ESPERA


Sons delicados de mil violinos
espalhando ternura imensa no ar
misturam-se ao suave perfume
que coloquei
só para te esperar!

Com as cortinas cerradas, deixo abertas as janelas
para o frescor da noite envolver meus desejos...
Todo o cuidado é pouco e nada vai faltar:
esta noite reservei
só para te amar!

Velas acesas, tênue luz a brincar
com meus pensamentos que dengosos te chamam.
Vem, não demores, apressa teus passos...
Hoje preparei para ti
o melhor dos meus abraços!

Permito-me embalar pela doce emoção
de te sentir tão somente meu, tão próximo
que meu peito por ti brada e reclama,
pois sente que se acende
uma nova chama!

Brindemos à vida outrora esquecida
nos rumos traçados sem tanta emoção.
Brindemos ao acaso, ao antes, ao depois!
Brindemos ao que a vida reservou
para nós dois!

Vem correndo, amor! Nada mais nos separa!
Não temos passado, o futuro nos saúda,
e esta noite, te prometo, todos os sonhos realizar.
Vem, amor!
Estou pronta para te amar!

Cleide Canton Garcia

domingo, 20 de abril de 2008

Eu te amo


Você
que acorda o meu ser neblinado
fazendo nascer o sol por entre as nuvens
e transbordando sobre o meu coração
cachoeiras de paixão, promessas e saudade.
De ti surgiram as carícias,
os sonhos e o amor,
nos teus beijos eu renasço a cada dia
e o teu corpo junto ao meu
é puro prazer e magia.

Encontrei-te, meu amor.
Eu te quero, te desejo.
Quando estou com você
a carência se apaga.
O olhar brilha, o sorriso cintila.
Você está comigo!
E assim sinto minha existência tão plena
como se o universo todo
sobrevivesse em mim.
E perante toda esta paixão
e esse amor que tomou conta do meu coração
só posso lhe dizer:

EU TE AMO


Ana Amélia Donádio

O LADO BOM


Quero ser uma ilha,
um pouco de paisagem,
uma janela aberta,
uma montanha ao longe,
um aceno de mar.

Quando precisares de sonho,
de um canto de beleza,
de um pouco de silêncio,
ou simplesmente
de sol... e de ar...

Quero ser o lado bom
em que pensas,
isto que intimamente
a gente deseja
mas nem sempre diz
- quero ser, naquela hora,
o que sentes falta
para seres feliz...

Que quando pensares
em fugir de todos
ou de ti mesmo, enfim,
penses em mim...

Autor: José.G.de Araujo Jorge

sábado, 19 de abril de 2008

Amor


O amor bateu à minha porta...
Não abri, não desejava mais amar!
Ele, do outro lado,
me disse que não adiantava...
Viria de outra forma:
Na brisa do vento da primavera,
Num sorriso de uma mulher especial,
Talvez num beijo sem malícia
Mesmo que envolto num perfume especial...
Mas viria e,
sem pressa, se instalaria no meu peito!
Despediu-se com um até logo e se foi...
Mas eu já não era mais o mesmo!
O amor, este bandido,
já tinha deixado suas marcas em mim...
Sabia que mais cedo ou mais tarde
meu sossego chegaria ao fim...
E chegou! Mais cedo que pensei!
Foi você, menina bandida!
Chegou de mansinho,
assim como quem nada quer,
Não perguntou se podia ficar,
Não pediu licença
e se instalou no meu coração...
Bandida! Roubou-me o sossego,
Bagunçou minha vida,
Me deixou assim, sem eira, nem beira...
Estou feliz com você ao meu lado
Mas sinto medo de perdê-la...
Não queria amá-la tanto assim,
Não queria ser tão dependente deste amor...
Não queria!

Eduardo Baqueiro

POEMA DA AMANTE


Eu te amo
Antes e depois de todos os acontecimentos,
Na profunda imensidade do vazio
E a cada lágrima dos meus pensamentos.

Eu te amo
Em todos os ventos que cantam,
Em todas as sombras que choram,
Na extensão infinita dos tempos
Até a região onde os silêncios moram.

Eu te amo
Em todas as transformações da vida,
Em todos os caminhos do medo,
Na angústia da vontade perdida
E na dor que se veste em segredo.

Eu te amo
Em tudo que está presente,
No olhar dos astros que te alcançam
E em tudo que ainda está ausente.

Eu te amo
Desde a criação das águas,
Desde a ideia do fogo
E antes do primeiro riso e da primeira mágoa.

Eu te amo perdidamente
Desde a grande nebulosa
Até depois que o universo cair sobre mim
Suavemente.

Adalgisa Nery

sexta-feira, 18 de abril de 2008

Pensa em mim


Quando tiveres que pensar em alguém
Por mais distantes que estejamos, pensa em mim!
Estarei ansioso, olhos fechados, assim
À espera de algo que desejo e nunca vem

Como um beijo, um gesto de carinho
Um sussurro, que jogues ao vento
Chegue aos meus ouvidos,
domine o meu pensamento
Transforme-se em melodia
a ecoar nos meus caminhos...

Tu és o sonho que idealizei
E dentro dele não me vi.
A rosa que tentei colher e nos espinhos me feri

Os lábios, que como flores, se abriram
Exalaram perfume, para mim sorriram
Fecharam-se e jamais os beijei...

Tu és como o sal, que a tudo dá sabor!
Pensa em mim,
Dá sentido e gosto aos meus sonhos, enfim
Tempera a minha vida com o teu amor!

Walter Pereira Pimentel

O Amor que vem de Ti...


O amor que vem de ti...
traz-me a frescura das primaveras em flor
perfumes de mistério, brisas de carícias
que me invadem os sentidos em ternas delicias.

O amor que vem de ti...
tem o sorriso das estrelas cintilantes de alegria,
pedacinhos de luar que me vestem o olhar...
e me ensinam o autêntico sentido da palavra amar.

O amor que vem de ti...
é a poesia pura da vida que me inebria,
versos de rosas encantadas que me extasiam,
emoções plenas e cristalinas em suave harmonia.

O amor que vem de ti...
é ventania que sacode a razão dos meus sentidos,
é fogo que incendeia meu corpo de desejo, de prazer,
é querer-te na solidão dos meus ardentes alvoreceres...

O amor que vem de ti...
lembra a sinfonia das harpas dos meus devaneios,
melodia divina que entoa na voz da mesma saudade
unida nas intersecções silenciosas dos nossos anseios.

Autora: Fanny Costa

quinta-feira, 17 de abril de 2008

FIOS DE ESPERANÇA


Hoje, ao despertar
Senti saudade de ti
Ah! A noite que passou, o frenesi...
O teu cheiro, o teu corpo, o teu olhar...

No meu peito, grudados como lembranças
Alguns fios do teu cabelo
Que pensei removê-los
Mas desisti, porque são fios de esperança!

Sinto tua presença no quarto, no corredor...
Por todos os cantos o aroma do teu amor
Um antídoto para a minha solidão bandida

Volta! A ti confiarei para sempre a minha vida
Todo o meu amor, todo o meu carinho...
Depois de te amar não saberei viver sozinho!

Walter Pereira Pimentel

EU SEM VOCÊ


Tanto luar
tanto mar
e essa falta de você
que insiste em disfarçar,
persistindo, resistindo,
fazendo de conta não te querer.

Saudade cortante
olhos marejados de lembranças
tão minhas, tão nossas
que dilaceram minha alma
e sangram meu coração.

Nua, insana, louca
calo na boca
o grito que traz seu nome
e em pensamento
saio a correr pela vida
em busca de você.

Fizeste do meu corpo sua morada
mas partiste de mim sem me levar contigo.
Já não sei mais olhar a vida sem você.
Se me ensinaste tão bem a te amar
Agora vem e ensina-me a te esquecer.

Tânia Mari

Pontes Entre Nós



Eu tenho o tempo,
Tu tens o chão,
Tens as palavras
Entre a luz e a escuridão.
Eu tenho a noite,
E tu tens a dor,
Tens o silêncio
Que por dentro sei de cor.

E eu, e tu,
Perdidos e sós,
Amantes distantes,
Que nunca caiam as pontes entre nós.

Eu tenho o medo,
Tu tens a paz,
Tens a loucura que a manhã ainda te traz.
Eu tenho a terra,
Tu tens as mãos,
Tens o desejo que bata em nós um coração.

E eu, e tu,
Perdidos e sós,
Amantes distantes,
Que nunca caiam as pontes entre nós.

quarta-feira, 16 de abril de 2008

Vontade de Você...


Hoje me deu vontade de escrever
Escrever não sei o quê, mas pra você
Hoje me deu vontade de te abraçar
De me perder em teus braços
De me envolver em abraços
Hoje me deu uma grande saudade
Uma enorme vontade
De me fundir em você
Hoje me deu um imenso desejo
De te amar
De me soltar
Hoje eu queria você
Queria viver somente com você,
Por você...
Hoje eu só queria teu calor
E me entregar ao cansaço
De uma noite de amor
Hoje eu queria ver teu rosto
Sentir o suor no teu corpo esgotado de amar
Hoje eu só queria dizer...
Que te quero muito!!!
Quero sentir seu corpo quente sobre o meu,
suas mãos me acariciando, seus beijos, seu desejo....
VOCÊ

( Autor desconhecido )

terça-feira, 15 de abril de 2008

Vem, dá-me tua mão e vamos voar...


Vem, dá-me tua mão e vamos voar,
Vamos pular de um décimo andar.

Surpresa?
Mas se os pássaros voam,

Por certo.....
...... os loucos também.
Os loucos, porém,
Voam mais alto
Com apenas num salto,
Voam aos horizontes,
Voam por montes,
Voam por rios,
Quentes e frios.

Vem, dá-me tua mão e vamos voar,
Vamos pular de um décimo andar.
Teremos o céu por destino
Uma valsa, um desatino,
Um canto, uma poesia,
O encanto, a fantasia.
Tudo que o sonho traz,
Felicidade, amor e paz.

Vem, dá-me tua mão e vamos voar.
Vamos pular de um décimo andar.
Um belo trajeto de sonho
É tudo que te proponho.
Nossas mãos enlaçadas
Por infinitas estradas
Vamos forjar um futuro
De estrelas em céu escuro.

Vem, dá-me tua mão e vamos voar,
Vamos encontrar um novo lugar.
Distante , bonito,
Na paz do infinito.
Vamos viajar na busca do nada,
No eterno encontro do tudo.
Vamos por uma rota perdida,
Numa viagem sem volta, ........
............só ida.

( Autor desconhecido )

O Que Restou de Mim?


O Que Restou de Mim?
Restou o teu sorriso,
a tua alma sempre pura,
presente comigo
em todos os momentos.

O que restou de mim
foram todas as estrelas do firmamento
diante dos meus olhos,
que não se perderam nunca mais
no meu pensamento.

Foram todas as borboletas
que entraram no meu jardim
para beijar as flores tão formosas
que habitam aqui.

O que restou de mim?
Alegrias, sem dores e compaixão
do meu amor que não precisa
nada mais neste mundo,
que existe e existirá sempre,
em cada campo florido
cheio de rosas em botão.

E tudo restou de mim, pois o amor
não é medido nem comprado,
é coração encontrado
perto de outro coração,
para ter a certeza
de que tudo que restou de mim
foi o meu amor
que eu dei a ti.

( Autor desconhecido )

segunda-feira, 14 de abril de 2008

Ainda Lembro


Ainda lembro das palavras doces que você dizia
Ao pé do meu ouvido...
Lembro do sorriso que você abria quando me via,
Das explicações que você dava
Quando não conseguia telefonar...
Ainda lembro das risadas que dávamos juntos,
Das juras que fazíamos...
Ainda lembro do jeito que você me olhava,
Dos sonhos que eu tinha com você,
Do amor que eu tinha pra lhe oferecer...
Ainda sinto seu perfume,
Ainda sinto o calor de sua pele,
Ainda sinto sua presença...
Ainda lembro da nossa canção.
Ainda lembro das vezes que você me olhava
e dizia o medo que sentia de me perder...
Ainda lembro de quanta dedicação que eu
Tinha em lhe ver sorrir.
Ainda lembro das cartas apaixonadas,
Que me faziam ficar até tarde acordada...
Lembro das noites em claro que passei,
Pensando em você.
Hoje não te amo como antes,
E nem você me amava como dizia,
Ainda Lembro...

( Autor desconhecido )

Intimidade


Meus atalhos sempre me levam a você
Novos caminhos são como labirinto
Onde encontro o sorriso da sua boca
Nos recantos da minha saudade...

Vivo louca de querer amar você
Daquele jeito sem mistério
Tão farto de carinho e ternura
Meio menina, meio mulher...

Adormecer no seu abraço meu cansaço
Quando a noite caminhar de mansinho
Sem nenhuma pressa de amanhecer
Para não ver as dores do mundo...

Quero seu olhar no meu de novo
E seu beijo no meu beijo
Ao desaguar seu amor em mim
Como num encontro das águas...

Nessa hora serei toda e tão sua
Que a lua de tanto se espichar
Romperá invasora pela janela
Escancarando nossa intimidade...

Angela Oliveira

domingo, 13 de abril de 2008

PONTEIROS DA SAUDADE


De repente bate uma saudade,
Vem a vontade de telefonar,
De ouvir tua voz e estar nesse lugar
Onde também tu ardes de ansiedade.

De repente quero largar tudo,
Sair correndo para o teu abraço.
Só eu conheço a força que aqui faço
Para tornar este desejo mudo.

Como são longas estas minhas horas!
Quantas esperas, Deus, quantas demoras
Para encontrar, enfim, o meu amor!

Quem colocou o tempo nos ponteiros
Não se lembrou do quanto eram certeiros
Pra nos matar com tanta espera e dor!

Autora: Silvia Schmidt

DEIXA-ME




Deixa-me aproximar dos seus
olhos novamente
e tocar seu rosto docemente.

Deixa-me meus dedos contornarem
seus lábios suavemente
e beijar sua boca demoradamente.

Deixa-me apertar você em meus braços
silenciosamente, e adormecer nos seus
ombros afectuosamente.

Deixa-me sorrir com os olhos
carinhosamente e te amar para todo
o sempre perdidamente.

Só assim, então, deixo você
repetir simplesmente, Que eu sou
sua amada eternamente ...

Autora: Marilena Frade

sábado, 12 de abril de 2008

HISTÓRIA


Num sincero sorriso
Uma história de amor
O sonhos mais bonito
De um olhar encantador

De mim mesma roubei
As razões do coração
Tua alma em teus olhos vi
Confesso amor,solidão

Fizeste parte de mim
Nessa história de amor
Historia hoje,cantada
Em versos,de sofrer e dor

Quem dera poder
Trazer-te pra mim
Mudar a nossa história
História de amor,sem fim!

[Cristal Rosa]

Hoje há festa...

video

Seus olhos - que eu sei pintar

O que os meus olhos cegou -

Não tinham luz de brilhar,

Era chama de queimar;

E o fogo que a ateou

Vivaz, eterno, divino,

como facho do destino.

Divino, eterno! - e suave

Ao mesmo tempo: mas grave

E de tão fatal poder,

Que, um só momento que a vi,

Queimar toda a alma senti...

Nem ficou mais de meu ser,

senão a cinza em que ardi.

( Almeida Garrett )

sexta-feira, 11 de abril de 2008

Inebriados na Paixão


Nossos corpos incendiados
Clamando, chamando
Um ao outro
Que se atrai
Arrepios e sobressaltos
Nos enlouquece
Com essas chamas
De dentro
De nós sai
O seu olhar diz
Que seu amor
É todo meu
Respondo com
Um olhar
O meu amor
Também
É todo seu
Sinto o coração
Intensamente pulsar
E o calor
Dos teus lábios
Minha pele a tocar
Num abraço louco
A ti me entrego
E nesse mesmo abraço
Sinto você a mim
Também se entregar
Fecho meus olhos
E num vôo imaginário
Sem rumo,
Sem destino,
Começamos viajar
Numa constante troca de carinhos.
Penso que vamos enlouquecer
Você precisa de mim
E eu preciso muito de você
Nesse precisar
Nos entregamos por inteiro.
Nas asas desse sonho
Vamos ao encontro
Do nosso prazer.
Te amo

(Jazon Pereira)

...Amor Bandido...


Sei que hoje ficou brava comigo
Saiba que queria lhe dar abrigo
Mas, houve um certo desencontro
Que lhe trouxe tamanho desaponto

Passou a noite e não passou você
Ainda não consegui lhe esquecer
Estou pela madrugada a escrever
Pensando o quanto queria lhe ter

Sei que teremos outros momentos
Vou lhe proporcionar meu talento
Não precisa fazer qualquer drama
Logo, levo você para minha cama

Tente entender a minha posição
Tenho por você um grande tesão
Mas, nosso “affair” é escondido
Você é apenas um amor bandido!

( Autor desconhecido )

quinta-feira, 10 de abril de 2008

ĦOJЄ ΜЄ ÐЄI CONТĄ


Ħσjε мε đεi cσŋτα đε qυε αs ρεssσαs
vivεм α εsρεrαr ρσr αlgσ
Є qυαŋđσ sυrgε υмα σρσrτυηiđαđε
Sε đizεм cσŋfυsαs ε đεsρrεραrαđαs
Sεŋτεм qυε ŋãσ мεrεcεм
Qυε σ τεмρσ cεrτσ αiŋđα ŋãσ cђεgσυ.

Є α viđα ραssα ε σs мσмεŋτσs sε αcυмυlαм
Cσмσ ραρέis sσbrε υмα мεsα
Єsταмσs ŋσs ρrεραrαŋđσ ραrα qυαlqυεr cσisα
Μαs αiηđα ŋãσ αρrεŋđεмσs α vivεr
Д αrriscαr ρσr αqυilσ qυε qυεrεмσs
Д sεŋτir αqυilσ qυε sσŋħαмσs.

Є αssiм αđiαмσs ŋσssσs điαs
Є ŋσssαs viđαs ρσr τεмρσ iŋđετεrмiŋαđσ
Дτέ qυε α viđα sε εŋcαrrεgυε đε đεciđir
ρσr ŋós мεsмσs
Є ρεrcεbεмσs σ qυαŋτσ ρεrđεмσs
Є σ ταŋτσ qυε ρσđεríαмσs τεr εviταđσ.

( Ŧεrŋαŋđσ Pεssσα )

Desejo virtual


Vontade de te ver...
E olhar bem o teu rosto,
Talvez um beijo te dar,
Conhecer de tua boca o gosto.

Vontade de te ver...
E tuas mãos de leve tocar
Talvez te enlaçar num abraço
E conhecer o teu abraçar.

Vontade de te ver...
E tocar teu corpo em arrepio.
Fazer-te conhecer meu carinho
E talvez preencher teu vazio.

Vontade de te ver...
Deixar-te meu corpo tocar.
Trocar contigo energia,
Descobrir novo modo de amar.

Vontade de te ver...
E a ti inteiro de me dar.
Vontade de te ter...
E por fim poder te tomar!

Marcos Woyames de Albuquerque

AMOR PRÓPRIO


Não precisa falar,
seus olhos dizem tudo.
Não precisa se esforçar
em explicações.
Deixa como está...
Fica quieto e mudo,
porque já tirei
as minhas conclusões...

Chegou
o inevitável,
o que eu tanto temia
aconteceu,
o que me parecia
inacreditável:
O seu amor,
por mim, morreu!

Vai... Não olhe
para o meu rosto.
Faça exatamente
o que seu coração quer...
Apesar de sentir
tanto desgosto,
tenho o amor próprio
de uma grande mulher!


Vai!
Eu não desejo,
mas um dia fatalmente
você sofrerá por amor
quando não suportar
ficar sem o beijo
de quem que lhe fará
conhecer finalmente a dor!

Vai agora!
A minha dor não importa...
Não me diga que um dia
quem sabe, talvez..
Não me console.
E quando passar por aquela porta
deixarei as lágrimas
caírem torrencialmente!

Arethuza Viana

quarta-feira, 9 de abril de 2008

AMO-TE


Amo-te como a planta que não floriu e tem
dentro de si, escondida, a luz das flores,
e, graças ao teu amor, vive obscuro em meu corpo
o denso aroma que subiu da terra.

Amo-te sem saber como, nem quando, nem onde,
amo-te diretamente sem problemas nem orgulho:
amo-te assim porque não sei amar de outra maneira,

a não ser deste modo em que nem eu sou nem tu és,
tão perto que a tua mão no meu peito é minha,
tão perto que os teus olhos se fecham com meu sono

(Pablo Neruda)

Esse beijo...


Alucinante, tão doce ...
Tão ardente e cheio de malícia...
Beijo que me acorda para a vida,
Beijo que dá agonia...
Beijo de boca faminta,
Apaixonado, criança com fome...
Beijo ladrão de coração...
Beijo que morde minha boca com
Gosto de todas as frutas e delícias...
Beijo essa boca sedenta,
Que sempre quer mais e mais...
Esse beijo safado ... beijo moleque,
Arteiro, manhoso... viciado...
Beijo que tira meu fôlego... sufoca...
De homem sedutor, impaciente,
Acostumado a ganhar...
Beijo de anjo e demônio...
Beijo que tanto me faz sonhar...
Beijo que na noite me embriaga
Cega... acende... subjuga...
E na manhã faz meu sol brilhar...
Beijo que cativa e entorpece,
Alucina...embaça minha razão...
Beija-me amor, beija...

( Autor desconhecido )

terça-feira, 8 de abril de 2008

Amo-te Assim !


Te esperava sem saber
te pressentia sem querer
sempre te amei.
Amo-te assim com a sensibilidade
e a paixão dos Deuses.
Quero ver-te intensa
amar-te sendo a sua canção.
Quero te amar com os olhos
e deixar que eles falem
tudo o que hoje minha
voz teima em calar.
Amo-te assim em letras
palavras e sons.
Amo-te assim de corpo alma e coração.
Alma que desnuda
desprende-se do meu corpo
e rompe os limites
do espaço e da lógica
num vôo suave que me leva ao seu encontro.
Deixando no vento
o rastro do meu amor
para que nele encontres
toda a paz que possas precisar.
Possa eu ser tua plenitude.
E o meu amor possa traduzir-te a eternidade.
Amo-te assim!

( AlexSimas )

Um lágrima no rosto...


De uma lágrima no rosto
entendi muitas coisas,
depois de tantos e tantos meses agora sei
o que sou para você.

Um olhar e um sorriso
me revelaram o seu segredo,
que foi apaixonada por mim
e ainda o é.

Nunca entendi
não sabia que,
que você, que você
você me amava mas,
como eu,
não encontrava nunca
a coragem de dizê-lo,
mas depois...

Aquela lágrima no rosto
é um milagre de amor
que se realiza neste instante para mim
que não amo senão você.

( Autor desconhecido )

Hoje...


Hoje quando deitei me na cama
deixei meu pensamento ir ao seu encontro
por alguns minutos te senti tão perto
fechei meu olhos e senti suas mão em meu corpo
o toque dos seus lábios
seu cheiro, seu calor
não queria mais abrir os olhos
tive medo de não te ver
então deixei me envolver por
aquele momento você parecia tão real
pude ouvir sua voz em meu ouvido
me chamando de amor
me pedindo para nunca te deixar
dizendo o quanto me ama
me enlouquecendo a cada segundo
com seus beijos
me envolvendo com sua palavras
você me levava ao teu mundo
e se perdia no meu
juro eu daria tudo para viver
esse momento com você
para sentir seus beijos
sua voz..seu toque.

( Autor desconhecido )

segunda-feira, 7 de abril de 2008

Deixa-me amar-te


Deixa-me amar-te com ternura, tanto
que nossas solidões se unam
e cada um falando em sua margem
possa escutar o próprio canto.

Deixa-me amar-te com loucura, ambos
cavalgando mares impossíveis
em frágeis barcos e insuficientes velas
pois disso se fará a nossa voz.

Deixa-me amar-te sem receio, pois
a solidão é um campo muito vasto
que não se deve atravessar a sós

Lya Luft

AMOR DOENTIO


Eu te amo e nem ao menos te conheço
mas sei que estás por ai nalgum lugar
é por amor que clamo,...que padeço
te procuro mas não consigo te encontrar!

Eu te amo até o limite da loucura
mulher amada, razão do meu delírio
e esse amor é uma fonte de amargura
que torna longo e difícil meu martírio!

Eu te amo de maneira absoluta
com todos os anseios do meu ser
por isso a minha existência é uma luta
que só acabará no dia em que te ver!

Onde será que tu estás nesta hora
preciso de ti para acabar com este frio
que gela minha alma que grita e chora
por este amor grandioso e doentio!

Autor: Rui Tavares.

domingo, 6 de abril de 2008

deixa te ficar na minha casa


Tenho livros e papeis espalhados pelo chão.
A poeira duma vida deve ter algum sentido:
Uma pista, um sinal de qualquer recordação,
Uma frase onde te encontre e me deixe comovido.

Guardo na palma da mão o calor dos objectos
Com as datas e locais, por que brincas, por que ris
E depois o arrepio, a memória dos afectos
Mmmmmm Que me deixa mais feliz.

Deixa-te ficar na minha casa.
Há janelas que tu não abriste.
O luar espera por ti
Quando for a maré vasa.
E ainda tens que me dizer
Porque é que nunca partiste...

Está na mesma esse jardim com vista sobre a cidade
Onde fazia de conta que escapava do presente,
Qualquer coisa que ficou que é da nossa eternidade.
Mmmmmmm Afinal, eternamente.

Deixa-te ficar na minha casa.
Há janelas que tu não abriste.
Deixa-te ficar na minha casa.
Há janelas que tu não abriste.
O luar espera por ti
Quando for a maré vasa.
E ainda tens que me dizer
Porque é que nunca partiste...

Porque todos nós ainda temos janelas da nossa casa por abrir.


TRI...





Oh, meu Porto, onde a eterna mocidade
Diz à gente o que é ser nobre e leal.
Teu pendão leva o escudo da cidade
Que na história deu o nome a Portugal.

REFRÃO:

Oh, campeão, o teu passado
É um livro de honra de vitórias sem igual
O teu brasão abençoado
Tem no teu Porto mais um arco triunfal
Porto, Porto, Porto, Porto
Porto, Porto, Porto, Porto
Porto, Porto

Quando alguém se atrever a sufocar
O grito audaz da tua ardente voz
Oh, Oh, Porto, então verás vibrar
A multidão num grito só de todos nós

DEIXA-ME TE AMAR...


Deixa-me tocar em ti
Não irás te arrepender!
Minhas mãos carinhosas
Tocarão com suavidade
Com calma
No mais fundo de tua alma

Tenho tanto para te falar...
Tanto para te dar...
Deixa-me deitar em teu peito
Quero ouvir o teu coração
Tocar tua pele, sentir teu cheiro
Dizer da minha emoção
Por fim à tua solidão

Deixa-me ouvir tua história
Tuas derrotas, vitórias e glórias...
Tudo que te é importante
Fazes parte de minha vida
És parte de mim

Construamos juntos nossa história
Cheia de surpresas emocionantes
Deixa-me te tocar, é meu desejo
Ama-me sem pudor, sem receio
Prova o gosto do meu beijo
Caminhando comigo para sempre....

Autora: Clicia Pavan

O SENTIDO DA VIDA


A vida só tem sentido quando amamos ...
quando estou perto de você.
Amor quero Expressar sempre esse
sentimento que sinto por você
Te amar Me faz um bem imenso...

Não importa os rótulos
de romântica, ingénua ou sonhadora.
Importa que te amo com toda
a força do meu coração
pois o amor cura as mágoas
e nos faz estar de bem com a vida...

Só o amor traz vida plena,
e dá sentido à existência,
Só o amor traz esperança
nos desertos da solidão ....

Mesmo que surjam espinhos,
Vou continuar amando
pois te amar é como o fogo ardente
que une meus versos a ti
que une nossos sentimentos,
corações e corpos
e no delírio das emoções,
nos faz conhecer o céu...

Amar é sonhar acordada
Te querendo ao meu lado
Amar é a felicidade
que sinto por ter você

Autora: Clicia Pavan